Atividades regionais Índia
Perfil do país: Índia

perfil do país índia

Brazil

Contribuindo com a vocal “i” do reconhecido acrónimo BRIC, a Índia é um país com um indiscutível e grande potencial econômico. Com uma população de 1.3 bilhão de pessoas, a Índia é a maior democracia do mundo; e desde 1991 o seu poder econômico a inclui nos 10% dos países mais poderosos no âmbito internacional. O surgimento de uma classe média considerável (com as exigências e grandes expectativas que isto significa); o desejo de expandir o âmbito dos beneficiários do crescimento da economia nacional para o interior do país; e a necessidade de grandes melhorias na infraestrutura, aprepresentam oportunidades de negócios consideráveis e possibilidade de investimentos. Além disso, aproximadamente metade da população educada e ambiciosa da Índia é menor de 25 anos de idade; o que significa um enriquecimento em capital humano com a energia e o entusiasmo para lutar por mudanças efetivas.

Talvez sem surpresa, no entanto, a Índia não está livre de problemas. Se o país quiser liberar seu potencial e perceber seu status profetizado como potência econômica global, deve trabalhar para derrubar uma série de barreiras que ainda estão em seu caminho. A Índia deve enfrentar seu déficit em termos de adequação de infraestrutura, seu ambiente de negócios burocrático e seus problemas relacionados à corrupção. Por exemplo, a Índia deve fazer melhorias significativas em seus serviços públicos fundamentais, como saúde, educação, transporte, energia e abastecimento de água. De acordo com o Banco Mundial, "estima-se que 300 milhões de pessoas não estejam conectadas à rede elétrica nacional e aquelas que enfrentam frequentes interrupções".

Apesar dos desafios que esse déficit de infraestrutura traz, ele também apresenta excelentes oportunidades de investimento.

No entanto, e tal vez sem surpresa, a Índia não está livre de problemas. O Relatório Doing Business de 2018 do Banco Mundial - um relatório analisando a facilidade de fazer negócios em países selecionados - classifica a Índia na posição 100 de 190 países. O relatório também menciona várias medidas tomadas pelo governo indiano para facilitar o início de um negócio de forma rápida e fácil, principalmente por meio de ferramentas digitais. Essas ferramentas online foram introduzidas para reduzir a burocracia, que apresenta oportunidades de corrupção. Em 2017, o Índice de Percepção de Corrupção da Transparency International dá à Índia uma pontuação de 40 em 100. De acordo com o Barômetro Global de Corrupção de 2017, as pessoas na Índia foram mais positivas em relação aos esforços de seus governos, com mais da metade dizendo que estavam indo bem. 41% dos entrevistados acham que a corrupção aumentou na Índia no ano passado (30% menos que em 2013) e 35% (33% menos que em 2013) acham que as ações do governo contra a corrupção foram ineficazes. A TRACE Matrix 2017, que mede o risco de suborno empresarial com base na pontuação de risco de Interações Empresariais com o Governo, Leis e Enforcement Anti-suborno, Transparência e Capacidade do Governo e do Serviço Civil para a Supervisão da Sociedade Civil, classificou a Índia em 88/200. Os efeitos devastadores desses problemas no contexto de um país com esse potencial são indicados pelo Índice de Desenvolvimento Humano 2016, que classifica a Índia em 131/188 (sem alteração em relação ao ano anterior), indicando apenas o desenvolvimento humano médio.

A Índia está, no entanto, tomando medidas para resolver o problema. Em 2013, foi anunciada a Lei de Prevenção à Corrupção (Emenda), com disposições destinadas a responsabilizar as organizações comerciais por não evitarem o suborno por pessoas associadas - uma disposição semelhante à que ficou famosa com a Lei de Suborno do Reino Unido. O governo introduziu o projeto de lei em 04 de abril de 2018. 2015 também viu a promulgação do Black Money e Imposição da Lei Fiscal, que regula a ocultação de renda e ativos no exterior de residentes indianos. Também é relatado que o governo planeja tornar uma ofensa, segundo a lei indiana, subornar um funcionário público estrangeiro.


 

panorama do país

População:

aprox. 1.3 bilhão de habitantes

PIB per capita:

1,709.6 US$ (2016)

Forma de governo:

Estado federal democrático parlamentar TI CPI rank: 81 de 180 (2017)

PIB:

2,264 bilhão de US$ (2016)

Pontoação:

40/100 (2017)
 
 

ALLIANCE FOR INTEGRITY IN INDIA

 
 

A Índia foi o primeiro país onde Alliance for Integrity teve operações. As atividades na Índia começaram em novembro de 2013 com uma fase piloto que durou um ano. Durante esta fase piloto, Alliance for Integrity, em cooperação com a Federação da Indústria da Índia e a Federação Alemanha de Indústrias, realizou uma pesquisa entre gerentes seniores com experiencia em temas de anticorrupção e compliance, das empresas que operam na Índia. Leia a íntegra da pesquisa (link). Além disso, treinamentos de conformidade foram realizados ao longo do ano. A Alliance for Integrity na Índia está localizada em Nova Déli. Além das atividades dos escritórios nacionais, tais como sensibilização e capacitação, a iniciativa tem como objetivo desenvolver um manual de conformidade para gerentes seniores, o qual será apresentado no final de 2016.

O Conselho Consultivo na Índia foi estabelecido em novembro de 2015, e é formado pelos seguintes membros:

  • Setor privado: AHK Indo German Chamber of Commerce, Law Offices of Panag & Babu, Metro Cash & Carry India Private Limited, Mahindra Sanyo Special Steel Private Limited, MAN Trucks India Private Limited, MERCK Limited, National Thermal Power Corporation Limited, SAP India Private Limited, TUV Rheinland India Private Limited
  • Organizações Internacionais: Escritório das Nações Unidas sobre Droga e Crime (UNODC)
  • Sociedade Civil: Seegos, Every Drop Counts Foundation

Treinadores

Já capacitamos um número considerável de treinadores com nosso programa Train-the-trainers.

VSVK training activity in New Delhi
 
Este site está utilizando cookies. Ao utilizar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Leia mais sobre proteção de dados. Schließen