Alliance for Integrity digitaliza na América Latina

28.04.2020

América Latina, Online

Alliance for Integrity digitaliza na América Latina

Devido ao atual contexto decorrente do Covid-19, a Alliance for Integrity intensificou seu trabalho para desenvolver e implementar produtos e atividades apropriadas à situação atual. Na América Latina, pequenas e médias empresas (PMEs) fornecem mais da metade de todos os empregos formais. Muitas dessas empresas estão em áreas rurais, longe de centros industriais e urbanos. Nesse sentido, a transição para as tecnologias digitais é extremamente importante e, em alguns casos, crucial para alcançar um grau relevante de impacto sistêmico na economia regional.

A Alliance for Integrity realizou uma pesquisa entre empresas de sua rede, com foco em tópicos específicos relacionados à governança corporativa e o compliance em tempos de crise. É inegável que a situação atual, caracterizada por distanciamento social e trabalho remoto, também cria vários desafios e a necessidade de novas formas de colaboração. Desde o início da pandemia, todas as reuniões de treinadores do DEPE, conselhos consultivos e outros grupos de trabalho estão sendo realizadas online. Durante essas sessões, os resultados da pesquisa foram apresentados aos especialistas de compliance, com o objetivo de fornecer uma visão geral dos problemas no sistema econômico. Os tópicos destacados foram 'Integridade nos processos de compras', 'Due Diligence em tempos de crise, 'Compliance comportamental: novos dilemas éticos durante a crise do COVID-19' e 'Integridade em Temppos de Crise: como manter os valores na empresa e cadeia de valor'.

As descobertas também foram discutidas durante o webinar regional sobre "Integridade como um valor para superar tempos de crise: como transformar desafios em oportunidades para o seu negócio?" e fará parte de novos materiais e conteúdos que estão em preparação. Como a situação atual exige uma abordagem de várias partes interessadas, o evento contou com quatro palestrantes do setor público e privado, bem como da sociedade civil, para fornecer uma perspectiva nova e abrangente sobre a questão.

Arturo Molina, Managing Director da Covestro S.A. de C.V. do México, compartilhou algumas das lições aprendidas e das melhores práticas já implementadas na empresa. Ele ressaltou a necessidade de um tone from the top, bem como de uma comunicação aberta e constante com todos os funcionários, fazendo bom uso das ferramentas digitais. Segundo ele, a crise atual obriga todos a serem mais criativos, o que pode ser uma vantagem no futuro.

Depois disso, Teresa Moll de Alba, Gerente Sênior para a América Latina e o Caribe da Rede do Pacto Global da ONU, compartilhou as atividades da iniciativa na região e explicou como elas estão se adaptando à situação atual, destacando a natureza inegociável da integridade dos negócios mesmo em tais circunstâncias.

Em linha com as discussões anteriores, Jorge Bermúdez Soto, Controlador-Geral do Chile, apontou algumas das principais causas dos desafios no atual contexto dos esforços anticorrupção em tempos de crise: a necessidade de acelerar processos e os altos custos para fazer isso levam a menos recursos para prestação de contas; também a natureza médica e sanitária de tal crise requer processos de compras especializados, dificultando a promoção da transparência. Ele sugere três maneiras de abordar essas questões: a inclusão de ferramentas digitais nas atividades de auditoria, a transparência nos procedimentos públicos para evitar atividades ilegais e a comunicação de cada ação, tanto no campo sanitário quanto nas atividades de auditoria.

Por fim, Maria Vitoria Perottino, especialista em governança, riscos e compliance da Unimed Belo Horizonte, Brasil, enfatizou a crescente importância do departamento de compliance no setor de saúde e nas empresas privadas em geral. Segundo ela, os responsáveis ​​pelo compliance podem participar de forças-tarefa de gerenciamento de crises, lidar com questões de segurança de dados e se concentrar na documentação escrita de todos os procedimentos e medidas tomadas.

Após a participação dos palestrantes, os público teve a oportunidade de aprender mais sobre as melhores práticas, fazer perguntas e discutir os principais desafios que a região enfrenta atualmente em termos de compliance e integridade. Para todos que perderam o webinar, a gravação de vídeo também pode ser encontrada no canal do YouTube da Alliance for Integrity.

Embora as grandes empresas precisem tornar os processos e controles mais flexíveis, agora mais do que nunca é mais importante descobrir como manter o apoio e o fortalecimento da integridade dos negócios e das melhores práticas na região. Além disso, a Alliance for Integrity está atualmente adaptando o programa de treinamento de um dia DEPE (De Empresas para Empresas) sobre anticorrupção para um formato digital. Quatro forças-tarefa globais foram estabelecidas com os treinadores do programa e outras partes interessadas relevantes, cada uma trabalhando em um dos quatro módulos do mesmo. As atividades e os materiais mais recentes da Alliance for Integrity sobre integridade em tempos de crise podem ser encontrados em uma versão compacta na nossa página com o mesmo nome.

Autor: Fernando Orn

 
Este site utiliza cookies. Você pode saber mais sobre seus direitos e como evitar cookies em nossa política de proteção de dados.Schließen